Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço independente (sem patrocínios ou monetização digital) pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

2 de julho de 2022

Para que Conselho de Administração se existe um super-homem no comando?


A remuneração de boa parte dos presidentes de conselhos de administração pode ser considerada obscena.


A fotografia é quase sempre a mesma: o fundador-acionista controlador sai da atividade executiva e assume a presidência do conselho. Ninguém questiona a capacidade intelectual-empresarial desses profissionais, mas não dá para aceitar que a remuneração seja tão exorbitante a ponto de superar a menor remuneração no Conselho em até incríveis 48.429% (Pão de Açúcar – dados disponíveis nos Formulários de Referência – item 13.11). Na minha modesta opinião qualquer percentual acima de 50% é questionável (marcas em amarelo para percentuais acima de 50%), lembrando que perante a Lei todos os conselheiros carregam as mesmas responsabilidades. Fica parecendo uma forma pouco republicana de aumentar os ganhos do acionista controlador - dividendo disfarçado na cara dura (veja matéria da jornalista Naty Falla na Forbes - https://forbes.com.br/forbes-money/2022/07/quanto-ganham-os-integrantes-de-conselho-mais-bem-pagos-do-brasil/).


E o que dizer de um presidente de conselho que fica com 91,3% de toda a verba destinada a remunerar todo o conselho (Magazine Luiza - marcas em amarelo para percentuais acima de 40%)? Farinha pouca meu pirão primeiro, diz o ditado (a média é 32,5% excluído da amostra o Assaí que não informou a maior e a menor remuneração).


Quem define a distribuição dessa polpuda verba, que pode chegar a R$ 83,4 MM (Natura)? O presidente do conselho vota? Alguém já viu uma ata tratando o assunto? Ou tudo é feito na calada da noite? É conflito de interesse que chama?


Assunto delicado, não é?






Abraços fraternos,

Renato Chaves


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.