Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço independente (sem patrocínios ou monetização digital) pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

27 de março de 2022

Termo de compromisso por falha na divulgação de fato relevante e seu caráter educativo.

 

O uso da ferramenta “termo de compromisso” com o DRI da Minerva S.A. no processo Administrativo CVM-SEI 19957.006435/2021-20 é um bom exemplo de “não julgamento” que educa o mercado.


Diz a acusação da área técnica da Autarquia que “o executivo, na qualidade de assinante do TC [Traders Club], estava assistindo ao evento, quando, questionado, de forma espontânea e não esperada, sobre eventuais planos da Minerva com o caixa excedente que vem sendo gerado, procurou esclarecer que, em cenários dessa natureza, a Companhia, como era de se esperar, pode avaliar todas as alternativas, que passam por distribuição de dividendos, recompra, aquisições, investimento em CAPEX e, até mesmo, um eventual fechamento de capital", e que “qualquer leitura descontextualizada e diferente deste posicionamento” distorceria “o verdadeiro entendimento dos fatos”””.


Pois é, falar demais pode “confundir” o mercado (o DRI falou sobre possibilidades conceituais e isso foi entendido indevidamente como uma possibilidade real?). Ainda mais quando isso acontece em uma “live privada”.


O uso do termo de compromisso nesse tipo de caso é perfeito, já que não existe mais o que apurar e o acordo traz celeridade processual e, principalmente, educa o mercado. Já nos casos de insider trading vou ficar “rouco” de tanto batucar no teclado: é crime e, como tal, sempre deveria ser julgado (segundo a AMEC é um câncer no nosso mercado – no link https://amecbrasil.org.br/o-imperador-de-todos-os-males/).


Aos meus queridos leitores que ocupam a posição de DRI sugiro a leitura do parecer no link https://www.gov.br/cvm/pt-br/assuntos/noticias/anexos/2022/20220322_PA_CVM_SEI_19957_006435_2021_20_parecer_termo_de_compromisso.pdf. O texto traz até um referencial de valor para falhas desse tipo, com várias citações – no caso em questão a negociação começou com R$ 210.000,00 e fechou em R$ 408.000,00.... #ficaadica.


Abraços fraternos,

Renato Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.