Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço independente (sem patrocínios ou monetização digital) pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

4 de julho de 2021

Investidores estão considerando aspectos ASGI na seleção de ativos. Será?


Modismo? Puro blábláblá? Propaganda enganosa?


Afirmar que não investe em empresas que fabricam armas, exploram trabalho infantil/trabalho escravo ou que fazem extração de ouro em terra indígena na Amazônia parece cair em um senso comum.


Mas será que os grandes investidores realmente observam os aspectos ASGI na seleção de ativos ou usam a teoria do “veja bem”? A empresa cometeu um malfeito, mas veja bem... o posicionamento privilegiado no mercado, o retorno anual, o EBITDA, o conselho de administração remodelado com figurões, a criação de uma área de compliance para acabar com a prática de pagamento de propina, etc.... O rol de “desculpas” é infindável.


Que tal partirmos para exemplos práticos? Convêm avisar que os contextos apresentados a seguir são “fantasiados” para evitarmos retaliações jurídicas ao Blog.


Comecemos pela letra G, de governança. Será que esses grandes investidores penalizam nas suas matrizes de avaliação “aquela” empresa cujos controladores saquearam o caixa da companhia vendendo para a própria companhia o seu próprio nome ou pensam que o negócio é tão bom, mas tão bom que uma usurpadinha nos direitos dos minoritários não dói tanto assim? Em que tópico da tal matriz entra a análise sobre o comportamento do conselho de administração na avaliação de negócios leoninos com partes relacionadas e posterior incorporação da Cia.?


E se juntarmos as letras A de ambiental e I de integridade, será que o investidor se assusta ao ver, em um único parecer de auditoria, um parágrafo de ênfase sobre apuração de pagamento de propina e uma anotação de PAA (principal assunto de auditoria) sobre a provisão de R$ 9,2 bilhões para um desastre ambiental? Ou vale a teoria do “veja bem” e continua investindo porque a rentabilidade é boa e o papel faz parte do Ibovespa?


E o pobrezinho do S, que quase ninguém fala? O investidor encara o tema diversidade de forma séria e pede informações sobre o percentual de negros e mulheres em cargos gerenciais para depois cobrar uma evolução, ou fica com a visão acanhada de só questionar a pouquíssima participação de mulheres nos conselhos de administração? Quando as mulheres chegarão nos conselhos (ninguém fala de conselho fiscal porque não tem glamour), se existe uma barreira invisível que limita a ascensão a cargos gerenciais? Já repararam que os luxuosos relatórios anuais da Administração trazem, quase sempre, fotos de executivos do sexo masculino e brancos (... muitos carecas com canetas Mont Blanc no bolso rsrsrs)? Infelizmente, aqui no Brasil, lugar de mulher é na diretoria de RH, e olhe lá, salvo raríssimas exceções.


Ainda no pilar S nunca ouvi questionamentos sobre a desigualdade salarial nas empresas, com olhos para as enormes discrepâncias na relação entre a maior remuneração e a remuneração média dos empregados (no Brasil essa diferença pode chegar a 663 vezes enquanto a maior relação nos EUA fica em 434 vezes – leia mais na postagem de 5/10/2020 - https://www.blogdagovernanca.com/2020/10/acorda-magalu-desigualdade-no-brasil.html).


Reflitam e respondam queridos investidores: quantas empresas foram barradas pela análise dos aspectos ASGI nos últimos 12 meses – deixaram de entrar ou foram retiradas de suas carteiras?


Resumindo, até que me provem o contrário o blábláblá prevalece no nosso combalido mercado de capitais.


Abraços fraternos,

Renato Chaves


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.