Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço independente (sem patrocínios ou monetização digital) pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

6 de março de 2020

O CFO vai ser preso?



Se fosse um episódio da série Billions o procurador Chuck Rhoades já estaria na sede da empresa que foi queridinha do mago de Omaha sem-nunca-ter-sido, com um sorriso sarcástico nos lábios (algo típico no semblante do sisudo “senhor-procurador” depois de uma noite repleta de chicotadas) e uma viatura estacionada na esquina da Marechal Câmara com Churchill para levar o meliante para um passeio na sede da PF, na Praça Mauá.

Pausa 1: por falar em Praça Mauá, vocês já visitaram o Museu do Amanhã? Programão para paulistas e cariocas, gregos e goianos... #eurecomendo.

Mas voltando à vaca fria, a pergunta do título foi o assunto da semana nos grupos de Whatsapp, nos comedouros da Dias Ferreira e nas padocas do Itaim.

Mas será que alguém acredita mesmo que o CFO amigo-das-Alagoas vai sofrer alguma punição?

Pausa 2: essas pesquisas no Google são cruéis ... agora dá para saber até o time de infância de juízes de futebol... E adivinhem qual time predomina nos corações dos árbitros brasileiros? Pois é, também pensei nele, estatisticamente falando...

Desculpem a divagação pós-carnaval. 

Retornando ao tema eu não acredito em punição severa. No máximo rola um PAS padrão, estilo puxão de orelha por mal feito, com zero de caráter educativo para o mercado.

A depender da robustez da peça acusatória e, principalmente, do porte ($$$) do advogado a ser contratado pelo meliante (e da consequente quantidade de estagiários envolvidos – são eles que realmente trabalham pesado), se organizar direitinho tudo termina em pizza, ou melhor, termina com um termo de compromisso na 7/9, com direito a comemoração na Confeitaria Colombo (3 quindins de iaiá no máximo porque o escritório tem que faturar...). Arrisco-me até a chutar o valor do futuro TC: R$ 150 mil.

Espero estar errado.

Abraços a todos,
Renato Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.