Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço independente (sem patrocínios ou monetização digital) pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

1 de junho de 2013

PAC-PME: porque existe vida além do Ibovespa.

Os textos do analista André Rocha, blogueiro do jornal Valor (veja no blog “O Estrategista” em http://www.valor.com.br/valor-investe/o-estrategista/3068560/estagnacao-da-bolsa-faltam-investidores-ou-cias e http://www.valor.com.br/valor-investe/o-estrategista/3072946/estagnacao-da-bolsa-o-debate-continua) trazem um debate instigante e bem fundamentado sobre a triste realidade do nosso mercado.

Sou da opinião que faltam ativos. Tenho discutido muito com gestores de fundos, não a turma “MMA” que só quer tumulto para arrumar “algum $$”, mas a turma séria que corre atrás de bons ativos com base na análise fundamentalista.

Não podemos ficar parados, envergonhados e lamentando termos quase o mesmo número de empresas listadas que Mongólia e Vietnã. Mas parece que fazer palestra na praia, mesmo que seja para os endinheirados que freqüentam o Guarujá, não tem surtido efeito.

Tenho a impressão de que o investidor está de saco cheio de renda fixa, mas também não quer ficar na mesmice das ações que compõem o Ibovespa ou entrar em um fundo que adquire títulos das “novas” estrelas do mercado de bônus internacionais - Belarus, Zâmbia, Geórgia, Bolívia, Tanzânia, Paraguai, Angola, Nigéria, Albânia, Montenegro, Jordânia, Honduras e as novatas Papua-Nova Guiné e Ruanda (lembram do filme “Hotel Ruanda”? Deve ser um ótimo ambiente de negócios...).
Diante dessa realidade é que o espaço Blog da Governança irá apoiar formalmente a iniciativa chamada PAC-PME (veja o link http://www.pacpme.com.br). Mais formalização dos negócios, difusão das boas práticas de governança corporativa, geração de empregos, etc, etc. Todos ganham, e não somente os bancos de investimento, ganhadores vorazes e contumazes nos IPOs. Não sou um louco sonhador que vislumbra a possibilidade de quebra do poderoso lobby da Imprensa nacional e dos jornais, permitindo a publicação de demonstrações financeiras simplificadas, nem a redução da freqüência de exigência de auditoria externa (poderia ser semestral ou até anual para as empresas do Bovespa Mais...), mas dá para mexer em outras regras “burras”.

Abraços a todos e uma boa semana,
Renato Chaves

Um comentário:

  1. Excelente post Renato. Devidamente replicado nas minhas redes sociais e amanhã estará na HOME do PAC-PME (e respectivas redes sociais), além dos canais de notícia.

    ResponderExcluir

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.