Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

29 de abril de 2017

Massageando o ego... Quem paga a conta?


Enquanto batucava o teclado para transmitir minhas impressões sobre a safra de assembleias fui surpreendido por um anúncio no jornal Valor da última 6ª feira que me fez apertar a tecla “Pause”, respirar fundo três vezes e mudar o rumo da prosa: anúncios de página dupla, com fotos enormes de conselheiros e CEOs, trazem algum benefício para as Cias? Ou é só promoção pessoal, massagem em egos pra lá de inflados?

Primeiro veio uma rica empresa do setor de alimentos que publicou vários anúncios com fotos de página inteira de ilustres conselheiros/diretores em jornal de circulação nacional... e os investidores não falaram nada.

Agora vem outra grande empresa e resolve homenagear o CEO que está saindo (mandato até o dia 30/4). Anúncio igualmente vistoso, assinado pelo Conselho de Administração e funcionários, com palavras bonitas – essência estrategista, poder visionário, generosidade – e uma foto que chega a ofuscar importantes notícias na mesma página, uma sobre a troca de comando no Itaú e outra, imperdível, sobre conflito de interesses de gestores. No rodapé da página uma nota inacreditável sobre a atuação da CVM na suspensão de empresa de serviços de análise de valores mobiliários com base em astrologia !!!

Se o referido anúncio, praticamente um outdoor, foi pago pelos signatários “Conselho de Administração e funcionários”, está tudo bem, estamos diante somente de uma simples homenagem. Mas se o pagamento saiu do bolso dos acionistas estamos diante de um baita escândalo... Executivos, aqui e lá fora, recebem (e exigem) reconhecimento na forma de remuneração. E já que falei do “dinheiro que sai do bolso dos acionistas” convém conferir o mapa final de votação da assembleia de abril: nada menos que 29,5% dos votantes REJEITARAM a proposta de verba global desses Administradores, um forte recado dos investidores.

Nada contra a vaidade dos outros (bonito relógio Fernandinho), mas se a moda pegar, os dividendos vão minguar... Fico imaginando o que diria a brilhante colunista Lucy Kellaway, ferrenha crítica da postura de CEOs mundo afora, que tem sua coluna “Banda executiva” publicada semanalmente do jornal Valor.

Abraços a todos,

Renato Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.