Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

9 de agosto de 2014

Quanto vale um conselheiro?

Diante da falta de transparência de algumas grandes e importantes empresas resolvi teimosamente pesquisar o item 13.2 dos Formulários de Referência (ano base 2013) das 30 empresas identificadas no Anuário de Governança da Revista Capital Aberto como seguidoras da famigerada liminar (inimigas da transparência mas algumas mantenedoras do IBGC). E não é que algumas discrepâncias foram observadas.... Verdadeiros esculachos com o dinheiro do investidor.

Sem querer opinar sobre qual a remuneração justa para um conselheiro de administração, ressalto que todas as empresas são “parrudas”, ou seja, não deveria existir grande diferença entre elas. Mas que tal uma remuneração média de R$ 14 milhões por ano? Repito: R$ 14 milhões por ano para um simples mortal !!! Considerando que os valores mais comuns giram em torno de R$ 100 a 300 mil/ano e que atividade bancária parece ser algo já consolidado, com poucas manobras para milaborantes estratégias inovadoras (lembrando que a empresa de frango que brincou com de banco foi parar na sarjeta), deve existir algo no ar do que a fragrância do Boticário e adores do Canal do Mangue. Dividendo disfarçado para controlador? Tirem suas conclusões....

Lembrando que a conta foi simplória, dividindo a remuneração total do órgão pelo número de conselheiros informado (informação pública caros advogados). A “pesquisa” não considera que existem super conselheiros, especialmente presidentes de conselho ligados a grupo de controle, que recebem remuneração diferenciada, apesar da lei não distinguir conselheiros.

A próxima “pesquisa” tentará revelar qual a remuneração média dos diretores dessas empresas, para desmascarar de uma vez por todas a famigerada liminar.

Eis a lista (remuneração média anual por conselheiro):
1.   ALL – R$ 371.041,81
2.   B2W - R$ 68.571,42
3.   BR Malls - R$ 86.400,00
4.   Bradesco - R$ 14.674.676,47
5.   Bradespar - ZERO
6.   Braskem - R$ 215.556,83
7.   Brookfield - R$ 212.432,98
8.   CCR - R$ 117.818,18
9.   Cielo - R$ 145.800,00
10. Cosan - R$ 332.698,27
11. CPFL Energia - R$ 213.947,00
12. CSN - R$ 234.514,28
13. Duratex - R$ 386.332,78
14. Embraer - R$ 618.166,23
15. Even - R$ 33.280,00
16. Fibria - R$ 515.082,53
17. Gerdau - R$ 1.384.997,75
18. Gol - R$ 186.666.67
19. Iguatemi - R$ 84.487,20
20. Itaú Unibanco - R$ 3.115.869,87
21. Lojas Americanas - R$ 234.901.14
22. Minerva - R$ 194.942,52
23. Multiplus - R$ 225.639,55
24. Oi - R$ 299.099,19
25. Pão de Açúcar - R$ 477.720,72
26. Santander Brasil - R$ 770.305,80
27. Suzano Papel - R$ 1.112.103,27
28. Telefônica Brasil - R$ 230.366,00
29. Tim Participações - R$ 183.630,76
30. Vale - R$ 213.398,54

Abraços a todos,

Renato Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.