Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

14 de fevereiro de 2016

Quanto os Administradores “consomem” da receita operacional líquida – por grupos de faturamento?

Voltamos com números de 2014, divulgados em 2015 de forma organizada no Anuário de Governança Corporativa das Companhias Abertas 2015-2016 da Revista Capital Aberto. Que tal comparar a remuneração dos executivos da empresa onde você investe com outras empresas de receita equivalente?

O momento é propício, afinal as assembleias estão chegando e existe um incômodo generalizado entre os investidores causado pela redução de dividendos. O jornal Valor do dia 11/2 afirma que “empresas renegociam pacotes de executivos”: parece que chegou a hora de encarar de frente esse tema, verdadeiro tabu no nosso mercado.

Nesta postagem separei as empresas em 3 grandes grupos: (i) ROL até R$ 5 bilhões, (ii) ROL entre R$ 5 e 30 bilhões e (iii) ROL acima de R$ 30 bilhões. Os resultados são assustadores.

(i) ROL até R$ 5 bilhões: a média desse grupo ficou em 1,12%, bem parecido com os números de 2013 (1,2%). A remuneração média também ficou na casa de R$ 18 milhões, mas as aberrações continuam: tem empresa que “consome” mais de 4% da receita com remuneração de Administradores (acima da média marcados em vermelho), R$ 40 milhões, até R$ 61 milhões !!!  Só confirma a “tese”: em empresa sem dono quem manda é o executivo.


Remuneração total 2014
Receita 2014
relação
AES Tietê
                          4.073.378
         3.205.000.000
0,13%
Aliansce
                        20.001.907
             473.894.766
4,22%
Alpargatas
                        14.596.200
         3.711.162.178
0,39%
Anima
                          6.484.388
             693.506.000
0,94%
Arteris
                        13.331.667
         4.018.133.000
0,33%
BB Seguridade
                          4.704.040
         4.327.948.000
0,11%
BM&Fbovespa
                        40.033.438
         2.030.433.000
1,97%
BR Malls
                        61.611.764
         1.324.707.000
4,65%
Cesp
                          2.935.348
         4.856.023.143
0,06%
Cetip
                        45.141.696
         1.015.885.000
4,44%
Cia. Hering
                        13.941.791
         1.678.294.378
0,83%
Copasa
                          7.149.587
         4.131.432.000
0,17%
CTEEP
                          6.278.621
         1.102.788.000
0,57%
Direcional Eng
                          5.210.866
         1.835.613.000
0,28%
Duratex
                        36.287.600
         3.984.506.773
0,91%
Ecorodovias
                        29.936.328
         2.937.000.709
1,02%
Estácio
                        32.143.536
         2.404.464.482
1,34%
Even
                        22.168.000
         2.205.894.555
1,00%
Eztec
                        15.435.844
             951.472.000
1,62%
Gafisa
                        19.969.400
         2.150.998.000
0,93%
Grendene
                          4.917.300
         2.233.297.736
0,22%
Hypermarcas
                        20.510.963
         4.680.347.972
0,44%
Iguatemi
                        13.175.120
             577.166.000
2,28%
Klabin
                        34.659.321
         4.893.882.000
0,71%
Kroton
                        55.234.567
         3.774.475.000
1,46%
Linx
                        10.658.369
             368.812.675
2,89%
 Localiza
                        39.774.431
         3.892.216.000
1,02%
Marcopolo
                        16.313.127
         3.400.194.000
0,48%
M. Dias Branco
                        16.401.596
         4.579.889.837
0,36%
Mills
                        12.132.538
             794.166.000
1,53%
MRV
                        18.997.782
         4.186.185.000
0,45%
 Multiplan
                        27.906.746
         1.113.454.000
2,51%
Multiplus
                        11.619.069
         1.819.442.000
0,64%
Odontoprev
                        10.393.185
         1.156.122.045
0,90%
PDG Realty
                        15.010.610
         4.256.603.000
0,35%
Qualicorp
                        31.819.512
         1.493.014.000
2,13%
Randon
                        12.348.601
         3.778.752.518
0,33%
Rossi Res.
                          7.149.782
         1.617.041.000
0,44%
Rumo Logistica
                          3.133.209
             915.441.000
0,34%
São Martinho
                        16.182.385
         1.971.177.000
0,82%
Ser Ed.
                          5.626.989
             705.067.000
0,80%
Smiles
                          9.178.639
             808.058.000
1,14%
Taesa
                          7.812.428
         1.495.804.000
0,52%
Totvs
                        19.639.104
         1.772.447.554
1,11%
Valid
                          7.769.724
         1.296.056.000
0,60%
Rem. média
                        18.440.011
Media
1,12%





(ii) ROL entre R$ 5 e 30 bilhões: tudo muito parecido com 2013: média de 0,23% da ROL e remuneração média de R$ 23 milhões, sem maiores sustos. Mas merecem atenção todas as empresas que superam a casa do 0,50%, especialmente as empresas “sem dono”.


Remuneração total 2014
Receita 2014
relação
B2W Digital
                        14.369.962
         7.963.835.000
0,18%
Banrisul
                          2.599.248
       10.391.838.449
0,03%
BRF
                        84.157.780
       29.006.843.000
0,29%
CCR
                        40.842.000
         7.397.194.000
0,55%
Cemig
                        11.959.214
       19.539.578.000
0,06%
Cielo
                        47.131.465
         7.725.578.000
0,61%
Copel
                          7.999.757
       13.918.517.000
0,06%
Cosan
                        24.619.982
         8.146.863.000
0,30%
CPFL Energia
                        14.426.000
       17.305.942.000
0,08%
CSN
                        34.976.635
       16.126.232.000
0,22%
Cyrela Realty
                        11.052.215
         5.817.927.033
0,19%
EDP
                          5.793.742
         8.898.728.000
0,07%
Eletropaulo
                        12.860.032
       10.557.278.965
0,12%
Embraer
                        53.247.000
       14.935.910.405
0,36%
Equatorial
                        13.522.000
         6.773.453.000
0,20%
Fibria
                        49.950.838
         7.083.603.000
0,71%
Gol
                          9.253.929
       10.066.214.000
0,09%
Itaúsa
                        11.653.464
       12.929.000.000
0,09%
Light
                        15.743.022
         9.230.370.000
0,17%
Lojas Americ.
                        41.230.767
       16.145.668.674
0,26%
Lojas Renner
                        40.753.512
         5.216.820.037
0,78%
Marfrig
                        24.055.979
       21.073.322.000
0,11%
Magazine Luiza
                        18.095.275
         9.779.385.000
0,19%
Minerva
                          6.345.861
         6.987.230.000
0,09%
Natura
                        21.313.300
         7.408.422.884
0,29%
Oi
                        25.409.478
       28.247.099.000
0,09%
Porto Seguro
                        15.021.318
       14.989.197.000
0,10%
Raia Drogasil
                        13.562.000
         7.391.569.000
0,18%
Sabesp
                          3.950.176
       11.213.216.000
0,04%
Souza Cruz
                        25.995.144
         6.264.116.243
0,41%
SulAmérica
                          4.285.212
       13.214.679.000
0,03%
Suzano
                        35.119.405
         7.264.599.000
0,48%
TIM
                        14.896.637
       19.498.165.269
0,08%
Tractebel
                        20.261.174
         6.472.495.632
0,31%
Usiminas
                        33.888.542
       11.741.629.000
0,29%
Via Varejo
                        47.402.369
       22.674.000.000
0,21%
 Weg
                          4.897.027
         7.840.757.000
0,06%
Remun. média
                        23.314.634
Media
0,23%

  

(iii) ROL acima de R$ 30 bilhões: média exatamente igual a de 2013 (0,12%), com extremos que assustam. Como sempre as instituições financeiras pagam muito bem, com aquele blábláblá “temos muitos diretores estatutários”. Será o preço do silêncio, considerando os inúmeros “deslizes” noticiados com freqüência nesse mercado? E por falar em deslizes, vocês viram que em dezembro a CPI do HSBC, aquela que apurava a atuação do ilustre banco na abertura de contas na Suíça para 8 mil clientes brasileiros, valores suspeitos de evasão e lavagem, teve o seu fim antecipado? (http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/senadores-aprovam-fim-antecipado-de-cpi-do-hsbc,53db2eac35eebc19043f068b40e40d65t00qt11n.html).
Ai de ti Copacabana....


Remuneração total 2014
Receita 2014
relação
Ambev
                        61.475.162
       34.791.391.000
0,18%
Banco do Brasil
                        52.463.423
     137.779.000.000
0,04%
Bradesco
                      500.223.362
     172.800.179.000
0,29%
Braskem
                        30.327.824
       46.031.388.904
0,07%
Eletrobras
                          6.993.073
       30.244.854.000
0,02%
Gerdau
                          4.359.692
       42.546.339.000
0,01%
Itaú Unibanco
                      255.634.021
       51.886.650.607
0,49%
JBS
                        10.261.362
     120.469.719.000
0,01%
Met Gerdau
                          4.159.598
       42.546.339.000
0,01%
Pão de Açúcar
                        86.950.082
       65.525.005.818
0,13%
Petrobras
                        16.834.426
     337.260.000.000
0,005%
Santander
                      218.357.923
       58.923.916.000
0,37%
Telefônica
                        20.914.247
       34.999.968.817
0,06%
Ultrapar
                        40.992.500
       67.736.298.000
0,06%
Vale
                        77.278.842
       88.274.564.000
0,09%
Remun. média
                        92.481.702
Media
0,12%


Nunca é demais lembrar que não se trata de uma pesquisa acadêmica, mas somente um singelo alerta para os investidores que “esquecem” de olhar tão importante ferramenta de incentivo, ou por vezes de desalinhamento.... Afinal,  toda despesa sai da receita gerada, ainda não inventaram outro jeito.


Abraços a todos,
Renato Chaves

2 comentários:

  1. Por que algumas empresas não aparecem na lista? Ex: Eternit, JHSF, Paraná etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro leitor, eu uso a lista das 100 empresas mais líquidas da bolsa, lista essa compilada pelo Anuário de GC da Revista Capital Aberto
      Um abraço

      Excluir

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.