Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

29 de março de 2014

IBGC: eleição 2014.



Como diz a turma do Centro Oeste não dá para agradar gregos, troianos e goianos. Então fico com os amigos goianos, além dos paulistas, mineiros, cariocas, etc. Bateu na trave, como se fala no jargão futebolístico - com 170 votos  fiquei na 10ª colocação entre os 15 candidatos – uma diferença de 14 votos para o último candidato eleito.

Sei que alguns questionam minha postura crítica, especialmente no que diz respeito ao uso de termos de compromisso pelo regulador no julgamento de infrações grave, algo comparável à concessão de ficha limpa para políticos corruptos. Se atacar “pega mal”, por que essas mesmas vozes não se levantam para defender o regulador que é afrontado pelo corporativismo dos executivos, que covardemente elegeram um “instituto chapa branca” para questionar judicialmente a CVM? Vale lembrar que a divulgação de remuneração está prevista no Código de Melhores Práticas do Instituto.

Desejo sucesso para o novo conselho, mas especialmente coragem para atacar as contradições que povoam o nosso querido IBGC.

Eis o resultado oficial da eleição:

CANDIDATOS
VOTAÇÃO
Boris Petrovich Poluhoff  
107
Eduardo Georges Chehab
139
Eliane Aleixo Lustosa*
338
Emílio Carazzai*
225
Fernando Alves*
220
Luiz Carlos de Queiroz Cabrera*
258
Marcus Antônio Tofanelli
93
Marta Viegas Rocha*
263
Martin Roberto Glogowsky
115
Oscar Boronat Vallverdú
144
Renato Sobral Pires Chaves 
170
Ricardo Egydio Setubal*
377
Robert Juenemann*
190
Roberto S. Waack*
184
Sandra Guerra*
401


 * candidatos eleitos



Agradeço mais uma vez os votos recebidos e bola pra frente.

Abraços a todos,
Renato Chaves

Um comentário:

  1. Caro Renato, na história do IBGC já teve vários conselheiros que não foram eleitos na primeira eleição que disputaram, inclusive nos atuais eleitos. Por isso conto com seu nome na lista de candidatos em 2016.

    ResponderExcluir

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.