Boas-vindas

Caro visitante,
A proposta do Blog da Governança é estimular o livre debate em torno de tópicos atuais relacionados com o tema Governança Corporativa.
Fiel ao compromisso com a transparência, o espaço pretende também funcionar como um fórum de estímulo ao ativismo societário (ou ativismo participativo), com foco na regulação para as empresas de capital aberto.

17 de março de 2013

Eleição de conselheiros: cuidado com os ex-BBBs.

Pois é, as assembleias estão chegando e os investidores têm a oportunidade de dar uma verdadeira chacoalhada na pasmaceira que impera nos conselhos de administração e fiscal, do Oiapoque ao Chuí.
E o que dizer dos ex-BBBs?
§  ex-banqueiros – seja por conta da importância dos antigos cargos na esfera pública (ex-BACEN ou ex-BNDES) ou privada (Citi, Boston, Chase, etc.) são extremamente bem relacionados no mundo dos negócios. Verdadeiros intelectuais, jamais levantam a voz, preferindo uma abstenção a um voto contrário;
§  ex-brasilienses – não são torcedores do clube do ex-senador Ok, mas  ex-moradores de Brasília. Políticos por formação ou cooptação, sabem que a discordância de hoje pode significar a perda do cargo amanhã e que boca aberta é aeroporto de mosca. É um conselheiro tão “ensaboado” que agrada a gregos e troianos, além de polacos e baianos; e
§  ex-beneditinos – com jeitão de ex-seminaristas, ostentam erudição e só abrem a boca para falar “amém” para as propostas da Administração, como verdadeiros cordeirinhos. Medem suas palavras para não magoar o presidente do conselho e o CEO, em especial. Perguntar sobre a remuneração de executivos, pacotes de entrada, benefícios, pacotes de saída, etc.? Nem pensar, pode ofender alguém, não faz “parte da nossa cultura” (acreditem, já ouvi uma besteira dessas saindo da boca de um conselheiro...).

Abraços a todos e uma boa semana,
Renato Chaves

2 comentários:

  1. Caro Renato,

    É um estimulo para os novéis conselheiros como eu suas observações, sempre tão atuais. Não faltam cordeirinhos nos conselhos. Independência é algo raro de se ver. Essa sua exposição é a melhor forma de 'lembrar' que representamos grandes e pequenos investidores e que estes últimos são, não raro, a grande maioria a quem devemos dar respostas sobre nossas condutas.

    ResponderExcluir
  2. Caro Renato,

    Os tres tipos de qualificação de conselheiros está bombando. Hoje, os independentes de verdade, sem qualquer dependencia financeira,(que ousam fazer peguntas educadamente, que buscam entender o negocio e o Por Que de certas decisões executivas que se materializam como tema extra PAUTA e muitas vezes sem obedecer alçadas, mas já realizadas), estão no limbo.Sueli Berselli
    Sueli Berselli

    ResponderExcluir

Caro visitante, apesar da ferramenta de postagem permitir o perfil "comentário anônimo", o ideal é que seja feita a identificação pelo menos com o 1º nome. A postagem não é automática, pois é feita uma avaliação para evitar spams. Agradeço desde já a sua compreensão.